Estacionamento + tecnologia: parceria que rende frutos



Foi construída a imagem do automóvel como sinônimo de masculinidade, autonomia e, principalmente, liberdade. Já com a virada do século, os Millennials mudaram essa concepção. Hoje, a sustentabilidade, conectividade e compartilhamento são acessórios de extrema importância nessa indústria que movimenta US$ 100 bilhões em todo o mundo, segundo análise da Frost & Sullivan. Você deve se recordar quando feiras do setor tinham foco em iluminação adequada e responsabilidades da garagem. Agora, são dedicadas à inovação e seu efeito sobre a indústria. A tecnologia simplesmente não resolve nada se não for utilizada com fundamento e objetivos. É mais ou menos como ter um isqueiro e não saber utilizá-lo: você não vai conseguir acender o fogo. Por muito tempo rotulado como “atrás da curva” em avanços tecnológicos, o estacionamento está cada vez mais maduro graças a profissionalização do setor vivenciada nas duas últimas décadas. Não se fala mais tanto em desenvolvimento como a solução para todos os problemas, mas como uma forma nova de atrair e relacionar-se com os consumidores. O mundo mudou porque o consumidor mudou, e não o contrário. Primeiro identifica-se uma necessidade; em seguida vem a solução. Ou seja, à medida que a indústria cresce, os sistemas e processos vêm sendo aperfeiçoados para melhorar o controle e atendimento. Mesmo assim, muitas empresas ainda pecam no momento de criar e documentar estratégias de maneira mais ampla, que incorporem ações do mundo digital às ações tradicionais, como lembra recente estudo da plataforma Contentools e Qi Network. A complexidade crescente de um ambiente que se transforma o tempo todo exige dos profissionais do futuro atualização e capacitação constantes. Ao longo dos próximos anos, o estacionamento também irá sofrer mudanças que serão um ponto de inflexão para a indústria. Algumas dessas tecnologias, combinarão soluções digitais e mudanças na disponibilidade de vagas no momento que o cliente precisar. Ou soluções de mobilidade urbana focada em obter os consumidores a partir do ponto A ao ponto B ao ponto C, seja envolvendo a direção de um carro, transporte público, bicicleta ou a pé. Estacionamentos também já podem integrar soluções de tecnologia de baixo custo para agilizar e melhorar a experiência do cliente através do smartphone e outras conexões, em áreas como controle de acesso (OCR, RFID e Tags), localizador de veículos (Bluetooth), Quick Response (QR), códigos em substituição aos bilhetes de papel para clientes internos e visitantes, bem como links para aplicativos móveis ou sites, aplicações do localizador do veículo nas garagens e até download para descontos. O empreendedor também pode enviar mensagens, voucher de acesso ou desconto (QrCode) através dispositivos móveis pessoais dos clientes, ou mesmo enviar mensagens institucionais, de propaganda ou promoções quando o cliente acessar o empreendimento, via sensor Bluetooth. No cenário complexo no qual vivemos, talvez o principal desafio para os novos profissionais de estacionamento seja unir seus conhecimentos tecnológicos com o foco nos objetivos do negócio. Não adianta colocar todas as apostas em ferramentas se elas não forem utilizadas de maneira estratégica e coordenada. Sem planejamento e objetivo concreto, as tecnologias adotadas dispersam esforços e desperdiçam recursos em vez de trazer resultados. Isso significa olhar para frente sem esquecer dos princípios básicos do conforto ao cliente, já que seja qual for a tecnologia da vez, sua empresa precisa manter a estratégia nos trilhos. Lembre-se: a tecnologia deve se adequar às necessidades, expectativas e desejos do consumidor, e não o contrário.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

​© 2017 por Portal Parking.

Orgulhosamente criado com Wix.com

 

  • w-facebook
  • Grey Instagram Icon