Please reload

Posts Recentes

A ciência do estacionamento

February 7, 2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

O papel do gestor em tempos de crise

February 1, 2016

Tudo indica que em 2016 teremos a continuidade da queda no fluxo de veículos e, consequentemente, da receita. Para minimizar a turbulência, mais do que estar ciente do plano estratégico da empresa, cabe aos responsáveis pela gestão administrativa e operacional fomentarem um ambiente de confiança interna. A meta é facilitar a comunicação com seus superiores mantendo uma linha de ação para vencer a crise. Elencamos alguns pontos que devem nortear as atividades do responsável pela gestão diária do estacionamento. 

• Incentive a inovação: Mais do que nunca, a inovação segue como um caminho natural para as empresas. Inovações na gestão do estacionamento sempre passam pela forma como lidamos com a equipe. Na maioria das vezes, a resistência é interna, e não dos clientes - estes adoram novidades. Então crie diferenciais! Promova “brainstorms”, acompanhe de perto a operação, premie os inovadores e estimule novos pensamentos. 

 

• Conheça novos produtos para controle e operação de Estacionamento, pois assim terá subsídios para solicitar melhorias ao seu fornecedor atual ou até mesmo trocar a solução convencional por outras que atendam melhor as suas necessidades, bem como aos novos nichos deste mercado. Em novas implantações ou adequações, redobre a atenção em itens fundamentais, muitas vezes esquecidos, como:
1) Histórico e previsão de tráfego - Levantar por acesso, com base no fluxo das vias  externas ou, se possível, no histórico do fluxo existente.
2) Projeto viário - Importante para definição da quantidade correta de acessos de entrada e saída, localização ou existência de pontos de táxis, motos e estacionamento com operação Valet (VIP), muitas vezes  não consideradas num planejamento inicial.
3) Projetos de Infras - Muitos dos problemas, paradas e alto custo com peças são relacionados a infras inadequadas, ou seja,  menor valor agregado para o seu cliente e aumento dos custos de manutenção. Então atenção redobrada nos projetos de elétrica, lógica e CFTV.
4) Projeto de Sinalização e Comunicação Visual - Importante definir placas de indicações e setorizações, preferencialmente já considerando espaço para Merchandising.
5) Compatibilização dos projetos - Muitos sistemas de controle de vagas instalados hoje no Brasil não tem compatibilização e revisão dos projetos de sinalização com comunicação existentes, que é sempre aconselhável.
6) Avaliação dos equipamentos e necessidades operacionais -  Importante definir quantidade correta de pontos de entrada, saída, cobrança  assistida, automática, integração com pedágios, cobrança com celular, entre outros.
7)  Compatibilização dos projetos e definição das integrações com ERP, CRM e fidelidade.
8) Concorrência para aquisição dos equipamentos e, se definido no projeto, sistema de vagas.

  

• Tenha atenção redobrada ao planejar e efetuar investimentos: Crie um plano realista e siga as metas que parecem mais eficazes no momento, analisando o que não deu certo no passado e ajustando o caminho a seguir. Use os indicadores de gestão do seu negócio para isto. Com um planejamento claro é possível se precaver contra imprevistos, além de resolver problemas do cotidiano com mais eficiência. 
“Mesmo em um cenário adverso é necessário investir recursos em iniciativas que trarão resultados no futuro.  Um dos melhores caminhos é tecnologia. Investir BEM em novas soluções de controle e cobrança, bem como em sistema de vagas é a certeza de melhores resultados, desde que baseadas em um BOM projeto”.

 

• Transforme informação em dado gerencial: Não há como tomar decisões acertadas sem informações precisas e confiáveis sobre o seu negócio. Analisando cada setor é possível verificar se há algo a melhorar, se há como economizar em determinados processos e como estamos reagindo as exigências do mercado. Em suma: você precisa conhecer em detalhes não apenas o sistema que utiliza, mas os seus diferenciais em relação aos outros fornecedores.
   
    

• Olho na operação para reduzir perdas: Antes de tomar qualquer atitude visando apenas cortar investimentos e postos de trabalho, como muitas empresas fazem, vale a pena analisar com cuidado cada ação a ser implantada. Fique atento aos dados financeiros, verifique a posição do estoque, controle bem o pessoal terceirizado e negocie o preço das peças, seus maiores custos. Para reduzir as perdas de materiais, de equipamentos e de tempo dos colaboradores, é importante uma revisão constante nos processos mantendo os procedimentos para a execução de uma tarefa devidamente registrada e ao alcance do colaborador.  O resultado é o aumento da produtividade!

    

• Esteja atento ao orçado e as respectivas necessidades de adequação: Orçamentos feitos com vários cenários preparam os gestores para tomadas de decisão urgentes e difíceis que a crise traz. No entanto, é necessário acompanhar constantemente esses orçamentos, justificando sempre todas as variações entre planejado e realizado. Se necessário, reveja as despesas bancárias, refaça o planejamento tributário, renegocie dívidas e contratos com fornecedores. Ter uma reserva também pode salvar a empresa em tempos de crise, onde as concessões de crédito ficam bem mais difíceis.
     

• Seja flexível: Se o mercado é dinâmico, você, sua equipe, os processos e planos de sua empresa também devem ser. A flexibilidade é a capacidade de nos adaptar e conseguir trabalhar de forma eficaz nas mais distintas situações. Essa qualidade possibilita adaptar-se a um determinado cenário quando necessário, aceitando a realidade sem criar barreiras. É preciso acolher as mudanças e responsabilidades que cada papel venha a solicitar. Somente assim será possível se manter sempre competitivo e atualizado.

    

• Fique atento as oportunidades de  merchandising e fidelização de clientes: Os empreendedores que se adequaram aos novos tempos, revisando a estratégia e tabelas de preços de Merchandising, estão colhendo os melhores resultados, ou seja, aumento do fluxo de veículos e receitas acima dos mais conservadores.


Isto também contribui para minimizar os efeitos da crise junto aos Lojistas, pois as vendas não são tão afetadas quanto nos Shoppings com tráfego negativo. A hora é de integrar as áreas de Merchandising/Marketing e Estacionamento com novas tecnologias para fidelização de consumidores, pois é muito mais barato manter um cliente do que conquistar um novo.    
É importante lembrar que as crises são passageiras e superá-las tornará sua empresa mais madura e preparada para crescer.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

​© 2017 por Portal Parking.

Orgulhosamente criado com Wix.com

 

  • w-facebook
  • Grey Instagram Icon